Campo Bom

Sapiranga

NOTÍCIAS

Voltar

CP-SINOS amplia adesão de municípios da AMVRS ao consorcio público.

01/03/2017

Pelo menos três outros municípios pretendem aderir ao Consorcio Público da Associação dos Municípios do Vale do Rio do Sinos (CP-Sinos), ampliando para 10 o número de integrantes que hoje é de sete das 12 prefeituras sob a jurisdição da Amvrs. A primeira reunião ordinária de 2017, realizada hoje,22, na Universidade Feevale, em Novo Hamburgo, onde encontra-se a sede da Amvrs, também foram discutidos temas como cercamento eletrônico e presídio regional.
O encontro teve como tônica a necessidade de união dos gestores para debates regionais com vistas ao fortalecimento do Vale do Sinos. “Nossa entidade defende os interesses das cidades e das comunidades. Aqui dentro não temos partidos políticos, por isso a opinião e a participação de todos é importante para nosso fortalecimento e representatividade”, expressou Corinha Molling, presidente da Amvrs e prefeita de Sapiranga.
Além dela, participaram da reunião os prefeitos de Campo Bom, Dois Irmãos, Estância Velha, Morro Reuter, Nova Hartz e Novo Hamburgo. As cidades de São Leopoldo e Araricá também estiveram representadas no encontro.



CONSÓRCIO - As prefeituras de Novo Hamburgo e São Leopoldo expressaram interesse em aderir à iniciativa que já tem a adesão das cidades de Campo Bom, Dois Irmãos, Estância Velha, Ivoti, Nova Hartz, Presidente Lucena e Sapiranga. O município de Araricá também apontou interesse em participar, devendo se somar ao CP Sinos assim como a prefeitura de Morro Reuter. No encontro de hoje, os novos prefeitos da região tiveram oportunidade de esclarecer duvidas relativas à iniciativa com a assessoria jurídica do consórcio lançado em dezembro e cuja formatação inicial também foi definida na assembleia de hoje. A expectativa é que até o final de março o consórcio esteja apto a realizar seu primeiro pregão, permitindo a execução da gestão associada de serviços públicos. Uma das primeiras ações prevista para o CP Sinos será a contratação de empresa para a realização de projeto com vistas ao cercamento eletrônico da região, podendo também comprar medicamentos, materiais de expediente, uniformes, veículos e até contratar prestadores de serviços de forma coletiva, reduzindo custos, burocracia e agilizando o processo para as prefeituras consorciadas.

PRESÍDIO – Tema que tem sido assunto diário em todos os veículos de comunicação, a necessidade de mais presídios no RS e região foi reconhecida pelos gestores municipais que pretendem dar andamento às discussões quanto à construção de uma unidade prisional no Vale do Sinos. O prefeito de Campo Bom, Luciano Orsi, esclareceu que sua cidade não tem interesse em receber a obra. Muito embora tenha havido informalmente em 2016, durante a gestão anterior da prefeitura, a manifestação de Campo Bom quanto à possibilidade de cedência de uma área ao Governo do Estado do RS para a obra, em nota oficial divulgada hoje, Orsi se pronunciou dizendo que não é interesse dos munícipes e nem da administração municipal que um presídio se instale na cidade. “A comunidade já se manifestou contra a instalação de uma casa prisional em nosso município recentemente, e a nova Administração segue unida com o desejo da população contra essa possibilidade. Em nenhum momento fomos consultados e participamos da discussão sobre este assunto, e tampouco temos conhecimento sobre qualquer oferta pública ou privada de área para este fim”, disse na nota. Já a cidade de São Leopoldo, representada na reunião pela vice-prefeita Paulete Souto, mantem sua oferta de área para a obra.

PRODUTIVA – “Foi uma reunião muito produtiva e na qual sanamos diversas dúvidas e podemos dar início a essa aproximação com os novos prefeitos”, avalia a presidente Corinha Molling. Segundo ela, ao longo da sua gestão frente à Amvrs há uma série de ações sendo formatadas com vistas não apenas a qualificação das gestões, mas também de servidores. As reuniões da entidade ocorrem sempre na primeira quarta-feira de cada mês, a não ser em caso de excepcionalidade. Texto, Silvia Trovo